domingo, 4 de janeiro de 2009

Body Feelings: A Chegada


De médico, louco e Carochinha... Eu tenho um pouco! (Minha opção quanto ao seu texto, Bi: * De médico, louco e Machado de Assis...)

Veio-me como uma onda de calor. Seria mera sensação? Era uma alerta. Uma alerta que vinha lá da fábrica, aqui da fábrica. Já estou nela?
Uau! Incrível! Eu nunca vi isso antes, essas máquinas estão trabalhando sozinhas, cadê os operários? Não vejo ninguém. Será que alguém poderia me explicar o que está acontecendo? Não consigo me lembrar, eu estava lá no trabalho, até que veio a sensação de calor e...

- TOCA O SINAL DE UMA SIRENE.

O que está acontecendo? Meu Deus! As máquinas começaram a trabalhar muito mais rápido.

- Alerta! Alerta! O indivíduo acaba de entrar em sono profundo.
- Vamos trabalhar, vamos trabalhar!
- Rápido, não temos tempo.

O que são essas coisas correndo de lá para cá, alguém pode me contar o que está acontecendo? Quem está dormindo? Eu não estou entendendo nada. Ei, você? Porque a pressa?

- Estamos trabalhando. Não temos tempo para muitas delongas.

Eu nunca vi nada igual.

- SENSAÇÃO DE ESPIRRO. ÁCAROS ENTRANDO NA ZONA NASAL.

- Segurem-se!!! Gritou um deles.

Socorroooo! Porque está tudo tremendo?

- Porque esse cara não vai a um otorrino?
- Vamos enviar essa mensagem: Marcar médico... Para que dia?
- Não sei. Veio uma voz do nada.
- Marcar médico, alergia nas “vias aéreas”.
- Vias aéreas?
- É, a zona “nasal”. O indivíduo tem sofrido uma séria rinite alérgica.
- Rinite alérgica? Parece ser sério.

Espera aí, acho que estou começando a entender. Estou em uma agenda, é isso. Uma agenda inteligente. Uma agenda... cerebral. É isso! Mas porque eu vim parar aqui? Eu não morri e mesmo se tivesse, nunca me falaram nada além do céu e o inferno... O purgatório também. Mas isso aqui está muito diferente de tudo o que já ouvi. Será que eu estou sonhando?

- ALERTA, ALERTA! SÉRIOS PROBLEMAS NA REGIÃO, ONDE O SUBCONSCIENTE ESTÁ TRABALHANDO. O SONO ESTÁ PERTURBADO. HÁ AMEAÇAS DE DISPERTAR. DE QUALQUER MANEIRA... SEGUREM-SE PARA NÃO CAÍREM.

Que barulho é esse? Aaah, não consigo me segurar em nada... Acho que, acho que estou caiiiindo. A voz saiu como um eco.

Um comentário:

Bi disse...

Adorei! hehe. A intertextualidade com meu post também. Gracinha!