segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Joker Card



Lá vai ele.
O grande palhaço.
O bobo da corte.

... Que brinca com os fatos para tornarem as coisas mais "vivíveis". Aceitáveis.

Lá vai ele com sua piada pronta,
ora a usa como defesa, ora como ataque.

É um clown/palhaço.
O mesmo, o diferente.
O de sentimentos mundos;
muitos, diferentes.

"quer diferente, ver diferente nele mesmo... Hoje estou diferente."

Esconde, aparece. Esconde, aparece.


Não consigo me firmar nessa corda bamba. Sinto-me no picadeiro e sou cada
atração do circo. Cada número!
... é tão difícil ser e ter coragem para sê-lo... Eu só estou tentando, seguindo com alguns (muitos)
tropeços.

Lá vai ele.
De sentimentos mundos.
Sendo o palhaço de sua história.
A atração esperada por uns,
odiada por outros.
Alegrando a própria vida,
acabando com alma própria.

5 comentários:

Romulo Lacerda disse...

Acho que meu silêncio falará mais do que qualquer palavra que saia de dentro de mim.

Bi Berlini disse...

Meu amigo tá cada dia melhor, gente! ADOREI a postagem aqui de baixo [ Aliás, a fotografia também é ótima cachorra-noel bocejando... kkk. Só você mesmo! ]. E essa? Tá LINDA! Texto de grande escritor hein... ;O

Lu Motti disse...

Adoreeeei a repaginada ! Tá lindo, Gu. O post também, parabéns !

Bi disse...

Ah amor, obrigada pelo comentário. Adorei! E como a Lu disse, o visual novo tá DEMAIS! Adorei sua foto do perfil...

Ruivaaaa... disse...

Desculpe por cair de repente de paraquedas no seu blog,é que o vi e me despertou uma certa curiosidade...li seus posts recentes e adorei,sem falar que amo arte,amo teatro...amei esse post...adorei o blog,Parabens!