segunda-feira, 1 de setembro de 2008

O Fracasso 2ª parte


Essa é a segunda parte de toda minha desilusão e se as coisas continuarem assim, terei de trocar o nome desse blog por "Fracasso". Não vamos criar pânico! Mas é que a convergência de muitas idéias na cabeça, além de me dar um estresse mental, me apavora, me deixa confuso.
Eu só sei, que nada sei, essa é a verdade, já dizia Sócrates, se não me engano.
O que tem acontecido é o fato de ficar tão ansioso quanto ao meu futuro profissional. É tão complicado ter de fazer uma escolha séria, como a escolha profissional, quando se tem 17/18 anos. Nem sempre as pessoas estão maduras o suficiente, certas do que querem e se conhecem o bastante para tal escolha.
Sempre fui aflito quanto a essa questão de escolher o que quero para minha vida profissional, o porquê é que eu, sinceramente, não sei. Mas bem que gostaria...
Sei lá, pensei que já estava claro que psicologia era a escolha mais certa, por ser uma área que gosto muito e caso a arte não me traga dinheiro, estaria formado em uma coisa que gosto. Não sei bem o que fazer para alcançar a minha realização profissional. Se for para idealizar, o SONHO, seria: trabalhar na televisão, escrever meus livros e estar nos palcos.
Fico ansioso com tudo isso. Vem aquela confusão mental, aquela série de perguntas: o que fazer? Como correr atrás? Aonde eu vou? Saio de Belo Horizonte, ou continuo aqui mesmo? Faço jornalismo, publicidade, ou faço psicologia, porque pode ser que nada desse sonho dê certo e já que eu gosto de "estudar a mente humana", estaria formado em algo que me deixa mais com pé no chão e mais seguro para encontrar um emprego, ou não!
OH SENHOR! Sei que 35% disso tudo é pessimismo com mais 63% de exagero, e de realidade apenas 2%. Tem de retirar tudo isso, desse "problemão", para ter uma melhor dimensão das coisas. É que tenho mania de fazer aquela confusão em copo d'água, mas eu realmente acho que estou passando por uma fase difícil. No mais, tudo isso é da idade.
Não gosto muito de Paulo Coelho, com suas filosofias baratas, mas li essa frase dele que até gostei e vou escrever aqui para finalizar este post:

" Só a coragem no caminho faz com que o caminho se manifeste."

2 comentários:

.hugo rocha. disse...

quanta angústia em seu texto!

^^

Tia Marta disse...

Ainda bem que você é corajoso!
Se questiona, briga, corrige e se auto análisa.
A psicologia em você é nata, como tantas outras coisas...
Lembre-se que quando se tem 17/18anos pode-se escolher um caminho sem tanta cobrança do futuro.
Segue seu instinto com essa força de vencer, e se mais na frente ver que não era isso que queria mude.
Não se aflige.Porque você tem todo tempo do mundo.
Beijos
Tia Marta