segunda-feira, 14 de junho de 2010

Sem sentido(s)

Estou perdendo os sentidos.
Já não consigo sentir
o cheiro, que é
só seu característico.

Estou perdendo o sentido.
Já não enxergo as
suas formas, os
seus fortes traços.

Estou perdendo o senti.
Já não sinto o teu gosto,
ora amargo, ora doce,
ora azedo,ora salgado - de suor .

Estou perdendo o sen.
Já não consigo te ouvir,
nem mesmo a declaração
que sai da minha própria boca - pra sua.

Estou perdendo.
Nem tato, nem fato,
textura alguma,
nem minha, nem sua.

Um comentário:

Géssica disse...

Oi lipe!
Queria dizer que seus poemas são incriveis, e extremamente tocantes, mostrando um "meu eu" que é lindo de se ler.