quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Se joga

Afinal, que jogo
é esse,
sem juiz?
Quem apita
nessa história?
Quem dá
as cartas?

Jogo sem regras,
de quem brinca
com o fogo,
mas não tema.
Não se queima.

Quem arrisca
pular nessa amarelinha?
Quem vai querer
correr nesse pega-pega?
Quem de nós
se esconde?

Se eu sou polícia,
você é ladrão?
Se me roubar,
ganha prisão?

Aviso: nessa flor,
quem não quiser
mal (me) querer,
não arranque
a primeira pétala!

Afinal, como
conquista
o prêmio?
Quem se perde?
E quando
empata?
 
Ei!, é você aí,
só olhando,
de "altas".
Você mesmo!
Se joga e me diz:
que jogo é esse?

2 comentários:

Augustto disse...

adorei. bem profundo, e só quem tá por dentro entende... rs.
Quanto ao jogo, se joga, se joga. (conjunção condicional, partícula reflexiva, respectivamente)
Te adoro, amigo.
E pode pedir ajuda aos universitários pra jogar, tá... rs
:)

luizalbertoamorim disse...

Deu uma certa vontade de jogar ainda mais... :)